COMO ÁGUA PARA CHOCOLATE

comoágua2
Elena estabelecendo funções a Tita (Foto: Divulgação)

“Parecia um estranho fenômeno de alquimia. Não só o sangue de Tita, mas todo o seu ser havia se dissolvido no molho das rosas, no corpo das codornas e em cada um dos aromas da comida. Desta maneira penetrava no corpo de Pedro, voluptuosa, aromática… calorosa e completamente sensual. Parecia que haviam descoberto um novo código de comunicação: onde Tita era a emissora; Pedro, o receptor; e Gertrudis a sortuda em que se concretizava essa relação sexual através da comida.”

Adaptado de um livro com o mesmo título, “Como água para chocolate” retrata a história amorosa de um casal que não pode assumir relacionamento algum. Tita (Lumi Cavazos) é a filha mais nova, fruto de um relacionamento extraconjugal, que por conta de uma tradição não pode se casar, pois deve cuidar de sua mãe até sua morte. Pedro (Marco Leonardi), o jovem apaixonado, lhe promete que sempre irá ama-la, buscando cumprir sua promessa, aceita casar-se com a irmã de Tita, afinal, dessa forma manterá a proximidade.

 

O filme traz uma fotografia intensa, que consegue retratar exatamente a visão dos personagens e de toda a situação em si. A utilização de luzes, o local onde a câmera enfoca e toda movimentação nas cenas. Outro ponto importante, para o tamanho equilíbrio da obra, é como a sonoplastia segue atrelada a cada acontecimento, seja com músicas, a maneira com que o personagem se expressa e até mesmo com a própria respiração dos mesmos.

Porém, a parte mais interessante é a forma em demonstrar os sentimentos transmitidos para os pratos, deixando o espectador com o desejo de sentir o que a personagem que cozinha vivencia ao preparar a refeição e o que quem se alimenta sente. Cenas como quando Tita recebe flores de Pedro mas Elena (Regina Torné), mãe da garota, a obriga jogar fora e a menina transforma o buquê em uma refeição que encanta a todos (citação do início do texto); ou então quando a sobrinha não consegue ficar com a mãe (Rosaura – Yareli Arizmendi) por ter crescido ao lado da tia (Tita) na cozinha e necessita do aroma dos alimentos; e na vez em que o único alimento que Tita consegue ingerir é o ensopado preparado pela mulher que trabalha na casa de sua mãe, afinal, segundo Chencha (Pilar Aranda), “os caldos podem curar qualquer doença física ou mental”.

como água
Poster oficial do filme (Foto: Divulgação)

As relações entre personagens e o peso de cada alimento na história envolvem cada significado de situações, do início ao fim, literalmente. O filme começa com uma jovem contando a razão de chorar tanto ao cortar cebolas e termina com concluindo o questionamento da jovem sobre a relação das lágrimas e do alimento ácido.

Como Água Para Chocolate (1992) – incluir título original
Diretor: Alfonso Arau
Roteiristas: Laura Esquivel e Laura Esquivel
Principais atores:  Marco Leonardi, Lumi Cavazos, Regina Torné
Duração: 113 minutos
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s